COMO SER UM BOM OUVINTE

17 Mar 2016
Desenvolvimento Pessoal
ouvinte 3

COMO SER UM BOM OUVINTE

http://celiodias.pt/wp-content/uploads/2016/03/ouvinte-3.png

Quando leio ou oiço falar sobre comunicação, os aspectos relacionados com o conteúdo e a forma como transmitimos a nossa mensagem são sempre os mais destacados. No entanto, existe uma ferramenta essencial na relação com os outros que exige um esforço maior: ouvir. A capacidade de ouvir implica humildade e curiosidade, ambas características que não são facilmente falseadas.

Durante o meu percurso como atleta, já tive oportunidade de estar sob o comando de diversos treinadores; todos os que com quem mantenho uma relação mais próxima são aqueles que lhes reconheço esta capacidade de ouvir. Apesar de saberem que sou um atleta novo, estas pessoas estão sempre genuinamente interessadas em saber o que penso – sinto que dentro delas existe espaço para a minha opinião. É uma sensação incrível saber que nos momentos menos positivos existem sempre treinadores com quem posso ser transparente e partilhar o que me vai na alma. Reconheço também que escutar os meus amigos com atenção proporciona-me bastante alegria: são nesses momentos, especialmente nos mais adversos, que a nossa amizade cresce e ganha raízes mais profundas…

http://celiodias.pt/wp-content/uploads/2016/03/ouvinte-2.png

Ser um bom ouvinte é o que nos permite ligar aos outros, é a capacidade que gera empatia – emoção que sustenta qualquer tipo de ligação sentimental. Mas, como ouvir nem sempre é uma tarefa fácil, neste artigo vou partilhar quatro dicas que me ajudam a desenvolver esta capacidade e que vos podem ajudar a exercitar este músculo da comunicação e a melhorar as vossas relações.

  1. Questiona as tuas suposições

Se já estás certo daquilo que achas que está na cabeça da outra pessoa, o teu cérebro só vai aceitar a informação que esteja de acordo com aquilo que tens em mente. É difícil não fazer suposições, mas experimenta durante uma conversa referir “então, tu queres dizer que…” ou “estás a pensar que…” Deixa a outra pessoa ter oportunidade de confirmar ou não aquilo que estás a pensar.

  1. Amplifica a troca de ideias

Só existe um verdadeiro ambiente de escuta e partilha se estivermos interessados em saber realmente quais são os verdadeiros pensamentos da pessoa com quem estamos a conversar. Cria mais espaço nas tuas conversas com enunciados como “podes dizer-me mais sobre esse assunto?”, “podes explicar-me melhor para que eu possa compreender?” ou “podes dizer-me mais sobre como isso te faz sentir?” Desta forma, promoves a atmosfera certa e facilitas a abertura e transparência do teu ou tua interlocutor/a.

  1. Escuta ativamente

Se durante uma conversa és o tipo de ouvinte que, enquanto ouve, está a pensar em mil argumentos e artigos para fazer valer a sua opinião, esta dica pode valer ouro. Experimenta ouvir na íntegra a mensagem que a outra pessoa tem para te transmitir: sem questões, interrupções ou julgamentos. Muitas vezes, apesar de não concordares com a ideia global, poderás encontrar pontos em comum que vos ajudem a clarificar ou aprofundar o tema debatido.

  1. Sabe quando sair

Se estamos irritados ou chateamos com alguma situação, certamente não estamos com a atenção e paciência necessárias para ouvir o que alguém nos possa quer dizer. Por experiência própria descobri que muitas vezes mais vale adiar uma conversa, sobretudo se o tema a discutir é delicado. Quando te sentires nestas condições, este tipo de enunciados pode ajudar: “Eu agora não consigo. Estou stressado, podemos falar mais tarde?” Apelando à compreensão da outra pessoa, poderás garantir que, em condições mais propícias, sejas capaz de te expressar melhor.

Porque saber ouvir é uma ferramenta de comunicação eficaz e que, quando bem treinada, pode conduzir a resultados fantásticos de integração social: utiliza-a!

 http://celiodias.pt/wp-content/uploads/2016/03/Ouvinte-1.png

Camisa, malha, calças e chinos : Dockers

Sapatos: Dkode

Relógio: Nixon


CRÉDITOS:

Fotografia e coordenação: Trend me Too

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS:

Triângulo das Bermudas

 

  • Blogue
  • Célio Dias
  • Days of Light and Fights
  • Desenvolvimento Pessoal

Deixe uma resposta