DIA EUROPEU DOS PARQUES NATURAIS

24 Mai 2016
Lifestyle
IMG_5203 copy

DIA EUROPEU DOS PARQUES NATURAIS

O nosso dia a dia é cada vez mais atribulado e tecnológico: integrámos (quase) no nosso corpo os dispositivos electrónicos e o nosso cérebro é assaltado por um número infinito de campanhas publicitárias – brain jacking. As horas de trabalho prolongam-se e somos esmagados pelas nossas tarefas e responsabilidades. Perante esta realidade, os parques e as zonas verdes nos grandes centros urbanos fazem cada vez mais sentido. Estas áreas naturais proporcionam-nos benefícios físicos e mentais, oferecendo uma oportunidade de fuga deste mundo alucinante. No sentido de despertar a consciência dos cidadãos europeus para a necessidade de conservação e protecção da biodiversidade vegetal, hoje celebra-se o Dia Europeu dos Parques Naturais.

Porque não aproveitar esta oportunidade para retomar o contacto com a natureza? Que tal um passeio pelos Jardins de Belém? Um espaço verde no coração de um centro agitado no qual podemos praticar todo o tipo de actividades físicas ou até para pôr as leituras em dia. (Neste dia aproveitei para passear e adiantar umas páginas do livro “Fale menos. Comunique mais” – cujo artigo vai sair esta Sexta-feira, não percam!)

Li num artigo da “Scientific American Mind” (Maio 2016) – revista científica relacionada com a psicologia e comportamento humano – que investigadores dos Estados Unidos, Noruega e Espanha estudaram o desenvolvimento cognitivo de 2,593 crianças (entre os 7 e os 10 anos) e, depois de isolarem os factores socio-económicos, encontraram um melhor desenvolvimento das capacidades de atenção e memória naquelas que viviam mais próximas de parques naturais. No mesmo artigo, discute-se ainda nas vantagens destas áreas na redução dos sintomas da depressão e no fortalecimento do sistema imunitário! Portanto: devemos optar preferencialmente por estes espaços de lazer naturais para exercitar o corpo e repousar a mente.

A vantagem deste jardim é que, numa questão de passos, podemos voltar para o ritmo citadino. Nesse momento, podemos optar por uma visita cultural ao CCB, ao Mosteiro dos Jerónimos ou até ao Museu dos Coches; e, porque comer também é importante, podemos terminar o nosso passeio com um bom pastel de Belém. Para quem gosta de parques e jardins mais resguardados, deixo aqui a lista das áreas verdes em Lisboa. Até ao dia 24 de Setembro têm lugar um conjunto de iniciativas que exploram a atmosfera e ambiente descontraído dos parques com o projeto “Lisboa vai ao Parque”. As áreas verdes são fundamentais para um equilíbrio urbano ideal. Neste sentido, temos que tomar consciência da sua importância e desfrutar dos seus benefícios. Vais aceitar o desafio?


AGRADECIMENTOS ESPECIAIS

Quero agradecer à equipa do Triângulo das Bermudas por nos tratarem sempre tão bem – de braços abertos! Com um look elegante e descontraído, foi assim que fui aos Jardins de Belém:

Óculos | VonZipper

Casaco | Levi’s S/S16

T-shirt | Levi’s S/S16

Calças | Dockers


FOTOGRAFIA

Ana Rita Lima – colaboradora no Days of Light and Fights

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Blogue
  • Célio Dias
  • Days of Light and Fights
  • Lifestyle

Deixe uma resposta